Policial

PM expulsa sargento envolvido com ações de milícia armada agrária no interior de Rondônia

Postado em 11/04/2018 09:57 h | Fonte: Rondônia ao Vivo

PM expulsa sargento envolvido com ações de milícia armada agrária no interior de Rondônia

O Comando da Polícia Militar do Estado de Rondônia julgou procedente o encaminhamento feito pela Corregedoria-Geral para excluir ao bem da disciplina (expulsar dos quadros da corporação) o 1º sargento Reinaldo Rocha, acusado de participação direta numa milícia armada que atuava na região central do Estado.

Reinaldo era ex-comandante da Polícia Militar nas bases policiais dos municípios de Urupá e Alto Paraíso e foi preso em 2016 durante a Operação Terra Legal junto com outros acusados de participação em um bando armado que aterrorizava os assentamentos Padre Ezequiel (Mirante da Serra) e Margarida Alves (Nova União).




O bando agia de maneira violenta, segundo a Polícia Civil, realizando ações de intimidações contra agricultores e por vezes chegando a espancar, ameaçar e ainda cometer crime de cárcere privado contra as vítimas. O acusado foi preso, na época, junto com os filhos Reinaldo Rocha Júnior e Isac Manoel e Lucas Rocha.

Na ação, foi apreendido um arsenal de armamento de grosso calibre, farta munição, em um sítio da região. O proprietário do sitio onde estavam as armas também foi preso. Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram expedidos pelo juiz criminal Haruo Mizusaki, da comarca de Ouro Preto do Oeste.

Na relação do armamento apreendido consta 1 fuzil 762, 2 espingardas calibre 12 com repetição de até sete tiros, similar à que é usada pela polícia rondoniense, 01 carabina calibre 44, 1 carabina calibre 38 de cinco disparos, muita munição, inclusive balas com numeração da Secretaria de Segurança Pública (Sesdec).

Na decisão publicada no Diário Oficial de quinta-feira 05.04, também foi excluído das fileiras da PM Rondônia, o soldado Thiago Pinto de Oliveira, no mesmo Processo Administrativo que apurou o envolvimento de Reinaldo Rocha na quadrilha de milicianos. “Aplico a pena de LICENCIAMENTO A BEM DA DISCIPLINA, por entender ser a medida adequada à gravidade da conduta praticada, alicerçada nos preceitos éticos violados”, diz a decisão final assinada pelo comandante da PM, coronel Ênedy Dias.

PM expulsa sargento envolvido com ações de milícia armada agrária no interior de Rondônia

comentários

Deixe seu comentário

Os comentários são moderados, sua mensagem será avaliada e aparecerá ou não aqui num prazo médio de 24 horas.

Desenvolvido por:
w7br