Acidentes

BR DA MORTE: Cenas de horror e mais corpos despedaçados em Rondônia

Postado em 06/09/2011 20:32 h | Fonte: Jaru Online

A imprudência e o excesso de velocidade ainda são incontestavelmente as maiores causas dos acidentes registrados nas rodovias de Rondônia e Acre durante em 2011. Somente este ano já foram registradas nas estradas regionais, sob responsabilidade e fiscalização da 21ª Superintendência Regional da Polícia Rodoviária Federal de Rondônia e Acre (21ª SRPRF), mais de 100 mortes em colisões diversas.


CENAS DE HORROR

As tragédias e cenas de horror nas rodovias, conseqüências dos violentos acidentes ocorridos principalmente durante os finais de semanas, aumentam ainda mais as estatísticas negativas da Polícia Rodoviária Federal (PRF), é o que demonstram mais uma vez os resultados do último final de semana.

Neste último final de semana, entre dezenas de acidentes registrados ao longo da BR pela PRF, dois marcaram pela violência e forma que ficaram os corpos das vítimas. Dois casais que trafegavam de motocicleta pela BR morreram praticamente despedaçados. Duas vítimas tiveram suas cabeças arrancadas com a violência das colisões.

O casal Hemerson Hugalde da Cunha, 28 anos e Naida Queiroz Fernandes, 28, de acordo informações de amigos, estava participando de um encontro motociclistico regional e decidiram ir até uma fazenda, quando ao retornarem para a capital aconteceu a tragédia.

Próximo à entrada de acesso ao distrito Triunfo, distante cerca de 100 Km de Porto Velho, de acordo com relatos de um motorista de uma carreta que presenciou o acidente, o mesmo chegou a dar sinal para o motociclista diminuir a velocidade, pois vinha um ônibus no sentido contrário. Ainda segundo o relato, o motociclista não teve tempo e bateu de frente no ônibus, o choque foi tão violento que as vítimas tiveram partes do corpo arrancadas. Naida que teve a cabeça arrancada na colisão .

Amarildo de Oliveira Izidoro, 23 anos e Eva Teixeira, 22 anos, também morreram na tarde de sábado (03) após baterem de motocicleta numa carreta cegonha que seguia rumo à cidade de Jarú. O acidente ocorreu no Km 500 da BR 364. De acordo com relatos do motorista da carreta, a motocicleta estava sendo guiada por Amarildo, sendo que a vítima estava debruçada sobre o tanque da moto, possivelmente para ganhar mais velocidade, quando repentinamente perdeu o controle da motocicleta e bateu violentamente na lateral do reboque da carreta. O impacto foi tão forte que a vítima também teve a cabeça arrancada e os braços e pernas ficaram esmagadas. A mulher estava na garupa e após o acidente chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu e morreu no hospital regional em Ariquemes. O casal residia na cidade de Cacaulândia e estudavam na FAAR Faculdade em Ariquemes, Amarildo era filho do ex-vereador Aladir, pioneiro em Cacaulândia.


CARBONIZADO

Outro trágico acidente, envolvendo um ônibus e uma carreta tanque, carregada de combustível, ocorrido no último dia 24, na BR-364, a aproximadamente 45 quilômetros do município de Ariquemes, sentido Itapuã do Oeste, tirou a vida de mais duas pessoas.

O ônibus trafegava sentido Ariquemes, quando a carreta tanque, quando se colidiu com a carreta, que trafegava sentido Porto Velho. Os dois veículos bateram frontalmente. Com a força do impacto os dois motoristas morreram na hora.

A carreta que estava carrega de combustível álcool, pegou fogo e motorista que foi identificado como sendo Luciano Perez, 36, morador do município de Vilhena, morreu carbonizado. Após o acidente, BR-364 ficou interditada por várias horas o que provocou um congestionamento de mais de 10 quilômetros.


IMPRUDÊNCIA

Segundo o chefe da seção de fiscalização e policiamento da PRF, inspetor Ribeiro, o órgão tem intensificado as fiscalizações, principalmente entre o trecho da BR-364, que compreende Ariquemes e Ji-Paraná, onde os índices de acidentes é maior devido a imprudência dos motoristas. “Registramos diariamente cerca de 200 a 250 autos de infração por excesso de velocidade”, relatou.

BR DA MORTE: Cenas de horror e mais corpos despedaçados em Rondônia BR DA MORTE: Cenas de horror e mais corpos despedaçados em Rondônia BR DA MORTE: Cenas de horror e mais corpos despedaçados em Rondônia

comentários

Deixe seu comentário

Os comentários são moderados, sua mensagem será avaliada e aparecerá ou não aqui num prazo médio de 24 horas.

Desenvolvido por:
w7br